Das várias ciências do conhecimento humano com as quais tive oportunidade de contactar até hoje, a astrologia talvez seja a que sempre me despertou menos segurança – não a ignorava, mas não lhe dava “muita confiança”🙂.
Essa atitude vinha já sendo gradualmente alterada, fruto do meu processo pessoal de (re)conhecimento.
A primeira consulta com o Luís Miguel foi tão clara, fez tanto sentido, que segui, naturalmente e sem hesitações, para a consulta de trânsitos. É, neste momento, evidente que me foi concedido mais um “auxiliar de caminho” – e quem está na caminhada sabe que todas as ajudas são preciosas.
Estou mais próxima de quem sou.
Obrigada, Luís Miguel
Namasté

2 de Junho de 2015 – 20:06

ANA