Sou uma mulher de 31 anos, pouco intuitiva, bastante mental e céptica😉. Sabia algo sobre o meu signo mas praticamente nada sobre planetas e casas! Portanto, nem sabia bem para o que ia quando fui para a consulta de astrologia, simplesmente senti que necessitava duma ferramenta de autoconhecimento focada na minha pessoa. E, tinha um objectivo claro: saber ainda mais sobre mim e sobre o meu caminho – esse objectivo foi claramente alcançado e até excedido porque vim com a minha auto-estima reforçada😉. Tenho orgulho por aquilo que já conquistei nesta vida, considerando o meu ponto de partida (cuja consulta ajudou a desvendar).

Na medida em que fui escutando o Dantas fui perguntando internamente: sabes que tens que trabalhar isto? Se sim, já começaste? Ele veio evidenciar padrões que eu reconheço em mim, outros que tinha pouca consciência. As suas palavras também vieram fazer-me compreender certos comportamentos “injustificados”, ou seja, episódios que me acontecem e que eu digo “mas como eu me permiti colocar nesta situação?”.

Obviamente que não venho com todas as minhas dúvidas esclarecidas, o autoconhecimento e auto-aperfeiçoamento é um longo processo. Concluo que a astrologia, pelo menos com o Dantas, é uma excelente ferramenta para isso. Recomendo vivamente, embora reconheça que seja preciso um certo estojo de humildade e “mente aberta”!

Anaís Creoulo

25 de Setembro de 2016 – 11:08

ANAÍS CREOULO